Entenda a diferença entre saboaria vegana, artesanal e natural

saboaria natural

O interesse por produtos mais naturais na rotina de autocuidado é crescente. Cada vez mais pessoas se interessam por substituir produtos industrializados pelos artesanais e mais naturais. É crescente também a preocupação pela questão animal e a substituição por produtos veganos.

Mas você sabia que há diferenças entre esses produtos?

Vejo com muita frequência pessoas se confundindo com estas definições, desde o público em geral e até produtores de sabonetes artesanais, isso acaba gerando confusão e algumas frustrações. Continue a leitura e entenda a diferença entre saboaria vegana, artesanal e natural.

Saboaria natural

Em todo sabonete ou sabão, ocorre uma reação química a partir dos ácidos graxos (óleos) em contato com um material alcalino. A diferença é que na saboaria natural são utilizados produtos de origem natural, como gorduras e óleos vegetais (ou não) em conjunto com a glicerina. É preciso que um sabão ou sabonete tenha pelo menos 95% dos seus ingredientes de origem natural para ser considerada saboaria natural ( segundo os padrões internacionais dos selos certificadores).

Temos que lembrar que a gordura animal que muitas vezes é empregada na composição da base glicerinada é considerada um insumo de origem natural, já que vem da natureza, assim como as plantas. A escolha por usar ou não, já é outra história.

No uso de sabonetes naturais em relação aos convencionais, as diferenças podem ser claramente percebidas.

Enquanto os sabonetes convencionais costumam ressecar a pele por limpar demais e conter muitos produtos químicos na sua composição, já os sabonetes naturais promovem uma experiência de limpeza mais gentil.

Por conter óleos e manteigas vegetais, também são sabonetes que nutrem a pele e por isso apresentam uma experiência sensorial durante o uso.

Os sabonetes naturais podem ou não conter essências, desde que estas não ultrapassem 5% do volume total da composição. Tudo depende da intenção no momento de formular, pois é possível promover uma experiência olfativa apenas com óleos essenciais ou escolher utilizar essências.

Saboaria artesanal

Nem toda saboaria artesanal é natural, ao mesmo tempo em que nem toda saboaria natural é artesanal. Calma, que vou explicar!

Um produto da saboaria natural, como explicado acima, precisa conter 95% de ingredientes de origem natural. Esse processo pode tanto ocorrer de forma industrial em grande escala, como de forma artesanal, na sua casa.

A diferença, portanto, está na forma de preparo e na formulação mais simples. Enquanto em uma indústria há um químico responsável, além de muitos produtos químicos inseridos na fórmula, em casa no preparo artesanal isso não é necessário.

Geralmente, no processo artesanal utilizamos uma base glicerinada pronta, junto com óleos vegetais, corantes, essências e outros compostos para agregar decoração, aroma e ás vezes até propriedades terapêuticas.

Saboaria vegana

Por fim, a saboaria vegana é aquela que não utiliza nenhum composto de origem animal. A saboaria pode ser natural e artesanal, e ainda sim não ser vegana, quando, por exemplo, se utiliza mel, leite de origem animal ou glicerina de origem animal na composição.

Portanto, para um produto ser vegano isso significa que ele possui apenas ingredientes de origem vegetal em sua composição. Esses sabonetes podem ou não ser naturais, afinal, há diversos compostos industrializados e de origem vegetal que podem ser utilizados nos seus sabonetes, assim como existem naturais também.

No processo industrial, os sabonetes costumam ser preparados com gordura bovina, que vem das sobras de frigoríficos. Muitas pessoas não sabem essa informação, mas na composição costuma aparecer como taloato de sódio, sodium tallowat ou ainda, natriumtallowat.

Qual a melhor opção para produzir meus sabonetes?

Os sabonetes produzidos em casa sempre serão artesanais, mas eles podem ou não ser naturais e veganos. Todas as opções apresentam vantagens e escolher por uma ou outra vai depender do seu orçamento e qual público você deseja investir. Se você se preocupa com a causa animal e deseja atingir esses clientes, é interessante estudar sobre compostos de origem animal para evitar seu uso.

Confusão que gera polêmica

Recentemente me deparei com um anúncio em uma plataforma online vendendo “sabonetes de mel vegano”, isso me chamou atenção de como existem pessoas que estão produzindo sabonetes artesanais sem o conhecimento básico (muitas vezes seguindo receitas do youtube, de blogs). Sem ao menos entender as especificidades do seu nicho e do seu público.

Existem muitos cursos por aí que só ensinam a fazer as receitas, muitas vezes através de uma simples apostila, sem ao menos abordar a parte teórica básica da saboaria artesanal. No meu curso de saboaria artesanal fitoterapica eu procuro liberar minhas alunas para a prática somente depois de um embasamento teórico minímo, para que possam produzir com segurança e responsabilidade.

Sabonete de mel vegano, como assim? Não cometa erros como este

Eu falei mais a respeito deste anuncio lá no meu canal do youtube e redes sociais e muitas pessoas acharam que foi má fé, outros concordaram que foi só falta de preparo mesmo, aliada a uma pitada de irresponsabilidade e desrespeito com os clientes.

Assista ao vídeo onde explico de forma clara estes conceitos para que não sejam mais esquecidos. Confira agora: