Oficina de Gaia Artesanal

Conheça os motivos da sua pele ficar oleosa

Estudos sugerem que o tipo de pele oleosa e brilhante é mais comum entre os brasileiros e, que, 90% das mulheres jovens possuem pele oleosa. Sendo bastante comum a característica na região T do rosto (testa, nariz e queixo).

O excesso de produção de sebo pelas glândulas sebáceas, causa a pele oleosa. Esta alta produção, também é a responsável pelo surgimento de cravos e espinhas no rosto. E, apesar de se tratar de um fenômeno natural, alguns hábitos podem agravar o problema da pele oleosa.

Listamos os principais motivos da pele oleosa, para você repensar seus hábitos e rotina de skincare. Confira!

Hormônios

Antes ou durante o período menstrual, mulheres percebem o aumento da oleosidade da pele. As variações hormonais ocorridas nesta ocasião, estimulam a produção de sebo, provocando o aparecimento de cravos e espinhas.

Fatores como genética e desequilíbrios hormonais também causam a oleosidade. O hormônio relacionado ao estresse, por exemplo, aumenta a liberação de óleos, causando infecções cutâneas.

Maus hábitos de limpeza

Quem sofre com pele oleosa, costuma lavar o rosto frequentemente, para diminuir a oleosidade, porém o hábito não é indicado pelos especialistas. A limpeza frequente do rosto retira o óleo natural da pele, incentivando sua produção. O ideal é higienizar o rosto entre uma e duas vezes ao dia, com sabonete facial adequado.

Outro costume que interfere na oleosidade da pele é lavar o rosto com água quente. Quando em altas temperaturas, a água remove o óleo da pele, incentivando, também, o excesso de produção pelas glândulas sebáceas. Utilize água morna ou fria.

Falta de protetor solar ou mau uso do mesmo

O sol é outro vilão da pele oleosa. Quanto mais expostos, principalmente no verão, maior a produção de sebo, deixando a pele extremamente oleosa. O uso de protetor ou bloqueador solar, de fator FPS (fator de proteção solar) acima de 30 protege a pele das ações do sol. Ma snão pode ser qualquer protetor, tem muita coisa ruim no mercado, que pesa na pele e ainda é cheio de quimicas… Dê preferência a protetores mais naturais  e que sejam oil free (livres de óleo), por manterem a pele seca.

Péssimos hábitos de alimentação

Bons hábitos de cuidado com a pele, são fundamentais para evitar a oleosidade, mas seu efeito pode ser reduzido quando não aliado a uma alimentação de baixo consumo de sal, gordura e açúcar (principalmente o açucar, ele é inimigo da sua pele e da beleza de forma  geral).

Uma alimentação balanceada, rica em frutas, verduras e legumes, com diversos nutrientes, vitaminas e antioxidantes, mantém níveis adequados de produção de óleo pela pele.

Usar produtos não adequados ao tipo de pele

Por último, fique atento aos produtos utilizados em sua rotina de skincare. Conhecer o tipo de pele e fazer o uso de produtos adequados a ela, e com uma pegada bem mais natural como a argila verde, é fundamental para manter a pele saudável e livre da oleosidade em excesso.

Produtos inadequados podem intensificar a oleosidade, entre outros problemas, em longo prazo. O mesmo vale para seu o excesso, bem como o hábito de não remover a maquiagem e fazer uso de produtsos cosméticos comedogênicos (que obstruem os poros).

Como cuidar da pele oleosa

Primeiramente, evite os hábitos listados ao longo do texto. E invista em produtos mais naturais. Utilize produtos preparados a partir da fitoterapia e fitoenergética, a natureza fornece todos os ingredientes que precisamos para uma pele bonita e saudável. Conheça nossos cursos de cosmética natural e seja capaz de produzir a sua própria  linha de skincare!

Cadastre-se e receba novidades

Tudo sobre o mundo da saboaria artesanal e fitoterápica para você